17° Congresso Brasileiro de Psicodrama e 1° Latino-americano de Psicoterapia de Grupo e Processos Grupais

Felicito a la amiga y colega Milene Féo Presidente do 17° Congresso Brasileiro de Psicodrama e 1° Latino-americano de Psicoterapia de Grupo e Processos Grupais, asi como también a todos los que han colaborado con ella, por todo el trabajo que vienen realizando para contribuir al encuentro que se iniciará presencialmente el 3 de septiembre en Aguas de Lindoia pero que se ha iniciado hace más de un año dando la oportunidad de fecundos intercambios en el camino del desarrollo , el despliegue y el crecimiento del psicodrama.

Transcribimos a continuación el mensaje de ella a todos los psicodramatistas:

Uma mensagem a todos os membros de 17° Cong. Brasileiro de Psicodrama 1° Regional IAGP Latino-amer

Queridos parceiros,

Gostaria de recebê-los, um a um, em Águas de Lindóia, no dia 03 de setembro, como fui recebida por tantos de vocês desde que me tornei Presidente do Congresso Processual: incentivando-os a ousar, reconhecendo seus esforços e talentos. E também ressoando desacertos, cantos desafinados, não para serem levados como verdade última, mas para ajudá-los a seguir pensando.

Publicar uma idéia, um projeto, uma atitude diante da vida ou o que seja que nos pareça minimamente singular, exige aquecimento para percorrer terras desconhecidas as quais não se sabe, a priori, o que se vai encontrar ali adiante. E se a base de tudo o que inventamos partir de um grande engano?   E se tivermos escolhido o caminho “errado”, deixando para traz tantas outras possibilidades? E se cometermos o maior dos pecados contemporâneos: ocupar o tempo do outro com mazelas?

Cada nova decisão por um caminho que se resolva percorrer e publicar exige muito trabalho, sistematização e coragem de se manifestar na única condição possível: a da imperfeição, do realizar produtos sempre inacabados.

Sendo assim, desde já, desejo a vocês que publiquem no nosso encontro presencial suas mais preciosas verdades, ainda que temam parecer esquisitas a alguns. E daí? Publicar o diferente, o inesperado pode ser simplesmente caminhar em um terreno em que fenômenos ainda não foram nomeados, e por isso, muitas vezes não podem ser reconhecidos por uma maioria. Na pré-história, por exemplo, não seria possível falar em sexualidade articulada com procriação; chuva relacionada à evaporação das águas dos rios; sementes de frutos articuladas com plantações e tantos outros eventos da natureza, que a humanidade levou milênios para compreender. Muitos fenômenos existem, circulam e influenciam nos­sas vidas e nem sempre podemos identificá-los com lucidez. Por que o Outro identificaria? Mais que isso, os fenômenos escapam, por si só, por estar incessantemente em mutação, resultado inclusive de nossa interferência ao tentar apreendê-los.

Então relaxem. Não se alimentem de certo obscuro desejo de manter “encaixotadas” suas potencialidades e conquistas, posto que nenhuma delas, antes de serem publicadas, tem a garantia de sucesso e aceitação.

Ousem. Mostrem-se. Arrisquem-se. E brindemos juntos à coragem e à ousadia de mostrar um jeito de agir, pensar e sentir, sempre singular. Do contrário, o que não anda bem, seguirá como antes. Já imaginou se todos fizessem o mesmo? Façamos resistência à desesperança.

Um abraço

Milene Féo

Presidente do 17° Congresso Brasileiro de Psicodrama e

1° Latino-americano de Psicoterapia de Grupo e Processos Grupais

Visite 17° Cong. Brasileiro de Psicodrama 1° Regional IAGP Latino-amer em: http://conexoes2010.ning.com/?xg_source=msg_mes_network

Si te interesa este artículo también puede interesarte:

Comentarios en Facebook

comments

Lic. Guillermo Vilaseca

Lic. Guillermo Vilaseca

Guillermo Vilaseca es Licenciado en Psicología de la Universidad de Buenos Aires, Terapeuta EMDR, Psicodramatista y Psicólogo Social.
Escribió el Libro: Por qué los hombres no entendemos a las mujeres, publicado en 2013 por Ediciones B en Argentina y en 2014 también en México.

Un comentario sobre “17° Congresso Brasileiro de Psicodrama e 1° Latino-americano de Psicoterapia de Grupo e Processos Grupais

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *